Falta de orgasmo? Você deve ser distraída.

A Universidade de Louvain, na Bélgica fizeram um novo estudo e chegaram a conclusão de que mulheres com dificuldade de chegar ao clímax tem uma relação muito grande com o fato de serem distraídas.

orgasmo feminino

Quando começaram a estudar o orgasmo feminino, os pesquisadores não faziam ideia de a percepção, o autoconhecimento e a concentração fossem tão importante no sexo.

Para o estudo, eles recrutaram 251 mulheres francesas com idades entre 18 a 67 anos. 176 destas  relataram ter orgasmos regularmente durante o sexo, e 75 se definiram com dificuldades em atingir o orgasmo.

Todas as mulheres eram sexualmente ativas, com uma frequência de atividade sexual variando entre duas a noventa vezes por mês. Elas responderam um questionário  sobre pensamentos e comportamentos que normalmente desempenham tanto durante o ato sexual quanto a masturbação.

Os pesquisadores descobriram que as mulheres que tinham orgasmo com frequência durante o sexo relataram ter mais pensamentos eróticos durante a relação do que o grupo com dificuldade orgásmica.

No entanto, quando se trata de masturbação, o grupo de mulheres com dificuldade relata ter a mesma quantidade de pensamentos eróticos que o grupo sem nenhum problema.

Jura?! Quer dizer que sozinhas, sem o parceiro ali do lado, todas mulheres tem pensamentos maliciosos iguais e quando estão acompanhadas o grupo com disfunção sexual não consegue manter esse padrão mental.

Parece que as mulherada quando está sozinha não tem problema em focar em fantasias eróticas, explica a autora do estudo, Pascal De Sutter. “As mulheres que não têm orgasmo regularmente durante o sexo tem mais dificuldades em concentrar sua atenção no momento presente quando têm relações sexuais com seus parceiros”.

Então isso quer dizer que:

Você minha amiga que tem problemas em atingir o clímax, tem mais preocupações sobre sua aparência, peso, posição, o que não está certo, etc, do que apenas aceitar e curtindo o momento a dois. Da forma que vier. Aceite a imprevisibilidade é isso que torna a vida mais saborosa.

Então entenda que seu problema é que você não se concentra no que deveria. Minha dica pra você parar de perder tempo com pensamentos que não te leva a nada. Esses pensamentos só te tornará uma pessoa mais fria, fazendo você transar de forma quase obrigada para agradar seu parceiro e que na verdade você nem está curtindo esse momento a dois.

O estudo também determinou que as mulheres que tinham dificuldades em atingir o orgasmo eram mais propensas a ser distraídas por pensamentos que não estavam relacionados com sexo durante a relação sexual.

Elke Reissing, diretora do Laboratório de Pesquisa Sobre Sexualidade Humana na Universidade de Ottawa (Canadá), disse que as novas descobertas sobre a importância dos pensamentos eróticos durante o sexo poderiam ajudar as mulheres a ter orgasmos, por exemplo, empregando técnicas para aumentar a sua capacidade de se concentrar em suas sensações físicas durante a relação sexual.

Técnicas de concentração e meditação podem ajudar no tratamento de disfunções sexuais e, assim, a aumentar a sua excitação e atingir o orgasmo.
E antes de você achar que seu caso não tem solução, o mesmo estudo mostrou que mulheres mais novas tem mais dificuldade do que mulheres mais experientes. Isso quer dizer que aprendemos com o passar do tempo sobre nosso corpo.

Não deixe que isso tire a felicidade da sua vida. Tome uma atitude agora. Seja uma mulher plena. Se entregue por inteira. Se sua mente começar a te puxar para outro lado, invada de sensações. Procure no momento algo que te puxa de novo ao ato. Aperte seu homem, preste atenção na respiração dele, abandone críticas, escureça o ambiente para se sentir mais a vontade.

Tem alguma dúvida que não foi esclarecida?
Sinta-se a vontade em me fazer uma pergunta logo abaixo.
Respondo todas. Só aguardar.

2 Comentários
    • Laura Farguiê

Escreva um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Digite o resultado * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.